|
Trens de serra estão temporariamente suspensos para obras na via férrea
01/07/2018
Previsão de retorno para temporada de inverno de 2019

Os trens que operam no trecho de serra da EFCJ, entre Pindamonhangaba e Campos do Jordão e entre Campos do Jordão e Santo Antônio do Pinhal, estão temporariamente fora de circulação em razão de obras que serão realizadas na via férrea. A Maria Fumaça e o Centro de Memória Ferroviária de Pindamonhangaba aguardam melhorias e também não estão disponíveis no momento. Informaremos em nosso site e em nossas redes sociais assim que os serviços retornarem.

Os passeios turísticos que continuam em operação são o Bonde Turístico, Bonde Turístico Urbano, teleférico, pedalinho e Centro de Memória Ferroviária, todos em Campos do Jordão. Em Pindamonhangaba também estão disponíveis o Trem Turístico Piracuama e o Parque Reino das Águas Claras. Detalhes sobre os passeios disponíveis podem ser acessados na página http://www.efcj.sp.gov.br/Home/Tarifa.

Trem de Serra e Trem do Mirante – O Trem de Serra, que percorre os 47 km de trilhos da EFCJ entre Pindamonhangaba e Campos do Jordão, e o Trem do Mirante, que sai de Campos do Jordão e vai até o mirante de Santo Antônio do Pinhal, estão aguardando obras no trecho de serra para voltarem à operação. As obras estão em processo de licitação e devem ser finalizadas no primeiro semestre de 2019. A previsão é de que os trens voltem a subir e descer a serra na temporada de inverno de 2019.

Maria Fumaça – A locomotiva a vapor que opera na cidade de Campos do Jordão, entre as estações Emílio Ribas e Abernéssia, vai passar por reforma e está momentaneamente indisponível. A intervenção aguarda início de processo de licitação a fim de contratar uma empresa especializada.

Centro de Memória Ferroviária – O Centro de Memória Ferroviária de Pindamonhangaba, espaço que reúne acervo de documentos e maquinários da centenária história da ferrovia, está fechado para visitação devido a obras em andamento na estação Pindamonhangaba, onde está localizado. A previsão é de que a visitação esteja liberada em dezembro deste ano.