Campos do Jordão

Abernéssia

Mercado Municipal (visita externa)

Endereço: av. Frei Orestes Girardi, 1.109, Abernéssia

Horário de funcionamento: segunda-feira a sábado, das 8h às 18h

Entrada: franca

image01

O Mercado Municipal é um prédio histórico localizado no centro da Vila Abernéssia. Sua construção data de 1958 e foi projetado pelos arquitetos Walter e Paola Pestalozzi.

Durante muito tempo ele funcionou sem cobertura, tendo recebido no final dos anos 1970 coberturas translúcida e transparente. Do seu interior foram retiradas as tradicionais bancas de frutas e produtos hortifrutigranjeiros que ali permaneceram por muitos anos, ponto de bastante visitação turística.

Palacete Olivetti (visita externa)

Endereço: rua Brigadeiro Jordão, 666, Abernéssia

image01

Edifício mais antigo de Campos do Jordão, teve sua construção iniciada em 1919 por iniciativa de seu proprietário, Próspero Olivetti, sendo concluído em 1921. A obra foi realizada por Carlos Oliveira Rocha, um português natural de Castelo de Paiva, que chegou a Campos do Jordão no ano de 1918.

Até o início da década de 1930, o local funcionou como Pensão e Sanatório Campos do Jordão, destinado ao abrigo de tuberculosos que vinham para Campos do Jordão para tratamento. No térreo havia uma leiteria e a "Pharmácia Olivetti", de propriedade do dono do prédio.

Até o início da década de 1930, o local funcionou como Pensão e Sanatório Campos do Jordão, destinado ao abrigo de tuberculosos que vinham para Campos do Jordão para tratamento. No térreo havia uma leiteria e a "Pharmácia Olivetti", de propriedade do dono do prédio.

Esse edifício abrigou, também, por muitos anos, o tradicional Hotel Montanhês, de propriedade de Wolfgang Böhme. Ele, um dos tripulantes do navio alemão Windhuk, que ancorou no porto de Santos no dia 7 de dezembro de 1939, fugindo das embarcações da marinha inglesa.

Entre 2001 e 2004 foi utilizado como sede da prefeitura municipal. Atualmente, na parte térrea está instalada a Cervejaria Dom Sabor. Nos demais andares são prestados serviços comerciais diversos.

Igreja Matriz de Santa Terezinha

Endereço: rua Tadeu Rangel Pestana, 662, Abernéssia. Telefone: (12) 3662-1740

Horário de funcionamento: terça-feira a domingo, das 7h às 20h30, e às segundas-feiras, das 11h às 21h

Entrada: franca

image01

Implantada junto ao antigo convento dos Franciscanos recebe as principais festas religiosas da cidade.

Mosteiro de São João

Endereço: av. Dr. Adhemar de Barros, 330, Abernéssia. Telefone: (12) 3673-1060

Horário de funcionamento: diariamente, das 8h às 18h30

Entrada: franca

Site: http://www.mosteirosaojoao.org.br/

image01

O Mosteiro de São João abriga desde 1964 em sua sede atual as monjas beneditinas, anteriormente instaladas na residência hoje transformada em Casa da Xilogravura, situada no bairro de Jaguaribe.

No local as monjas dedicam-se a atividades de assistência social, além de disponibilizarem para venda em sua pequena loja geleias, pães, bolos e biscoitos de fabricação própria.

Todo o mosteiro é circundado por um belo bosque repleto de araucárias e ciprestes, e conta também com um pequenino lago, convidando seus visitantes a preciosos momentos de meditação.

Diariamente, às 17h45, as monjas se reúnem na capela do mosteiro para entoarem o Canto Gregoriano Vespertino, em latim, tradicional acompanhamento litúrgico das ordens beneditinas em todo o mundo. Ao meio-dia, a oração é feita em português.

Palácio Boa Vista

Endereço: av. Adhemar de Barros, 3.001, Jardim Dirce. Telefone: (12) 3668-9759

Horário de funcionamento: quarta-feira a domingo, das 10h às 12h e das 14h às 17h

Entrada: franca

Site: http://www.palacioboavista.com.br

image01

O Palácio Boa Vista está situado a 3 km da Vila Abernéssia. Sua construção teve início em 1938, idealizado por Adhemar de Barros para ser a casa de inverno dos governadores de Estado. Em 21 de julho de 1964, o Palácio foi inaugurado. Em 1970 o governador Abreu Sodré transformou-o em monumento público e centro cultural, sem perda de sua função original de residência de inverno do governador.

O Palácio Boa Vista possui 105 cômodos, e um rico acervo de móveis dos séculos XVII e XVIII, antiguidades, obras de artistas contemporâneos, esculturas, peças decorativas, objetos religiosos, cristais Baccarat e porcelanas de Sèvres de grande valor histórico e artístico. Destacam-se obras de Tarsila do Amaral, Anita Malfatti, Aldo Bonadei, Candido Portinari, Di Cavalcanti, Ismael Nery e Cícero Dias e de outros artistas de renome. Os visitantes percorrem as dependências acompanhados de monitores que descrevem as obras expostas.

Quando o Palácio está sendo utilizado pelo Governador do Estado de São Paulo e seu convidados, a visitação é suspensa.

Museu Felícia Leirner

Endereço: av. Dr. Arrobas Martins, 1.880, Alto da Boa Vista. Telefone: (12) 3662-2334

Horário de funcionamento: terça-feira a domingo, das 9h às 18h

Entrada: R$ 10 (universitários, idosos e funcionários públicos pagam meia e crianças com menos de 10 anos de idade e estudantes de ensinos Fundamental e Médio não pagam). A entrada é gratuita para o público em geral aos domingos

Site: http://www.museufelicialeirner.org.br

image01

Criado em 1978, o museu tem no seu acervo quase toda a obra da escultora polonesa Felícia Leirner, radicada no Brasil desde 1927. Ele está localizado no Alto da Boa Vista, em um terreno de 350.000 m² onde também se situa o auditório Cláudio Santoro.

É um dos únicos museus ao ar livre do Brasil, exibindo cerca de 100 esculturas semiabstratas. São figuras zoomórficas e humanas, gigantescas imagens brancas que nascem da grama para estabelecer uma comunhão com a paisagem. Foram doadas ao Governo do Estado de São Paulo pela própria artista. É o único do país com obras de todas as fases de uma só artista. Nos dias de sol o museu é um dos melhores pontos de observação da Pedra do Baú.

Auditório Cláudio Santoro

Endereço: av. Dr. Arrobas Martins, 1.880, Alto da Boa Vista. Telefone: (12) 3662-2334

Horário de funcionamento: terça-feira a domingo, das 9h às 18h

Entrada: R$ 10 (universitários, idosos e funcionários públicos pagam meia e crianças com menos de 10 anos de idade e estudantes de ensinos Fundamental e Médio não pagam). A entrada é gratuita para o público em geral aos domingos.

Site: http://www.saopaulo.sp.gov.br/conhecasp/cultura_teatro-claudio-santoro

image01

Distante aproximadamente 5 km da Vila Abernéssia, trata-se de uma moderna obra arquitetônica, com destaque para ampla sala de espetáculos com ótima acústica e 900 poltronas confortáveis. O local dispõe ainda de várias salas de apoio, aquecimento central, moderna aparelhagem de som, camarins, cozinha, tela de proteção e vasto jardim. É lá que é realizado anualmente o Festival de Inverno.

Fora da temporada de inverno o auditório presta-se a apresentações, concertos, shows, congressos, convenções e outras manifestações culturais. É ladeado de belíssimo parque onde está localizado o Museu Felícia Leiner.

Casa da Xilogravura

Endereço: av. Eduardo Moreira da Cruz, 295, Jaguaribe. Telefone: (12) 3662-1832

Horário de funcionamento: quinta-feira a domingo, das 9h às 12h e das 14h às 17h

Entrada: R$ 4 e R$ 2 (estudantes e idosos)

Site: http://www.casadaxilogravura.com.br

image01

A Casa da Xilogravura situa-se no bairro em que nasceu Campos do Jordão, em 1874, junto à praça onde foi erigida a primeira capela da cidade.

Inaugurada em 1987, ela é um museu particular e está instalada em um casarão construído em 1928 que anteriormente abrigou um mosteiro de monjas beneditinas. Por disposição testamentária de seu fundador, o imóvel e seu acervo serão doados após sua morte à Universidade de São Paulo (USP).

O museu coleciona, preserva e exibe gravuras feitas por meio da impressão sobre papel (ou outro suporte) de uma matriz entalhada em madeira. Parte do acervo, hoje com mais de 2.000 obras de cerca de 300 xilógrafos, é exposta permanentemente em 20 salas.São oferecidos cursos, mostras temporárias de gravadores nacionais e estrangeiros, ateliê xilográfico e biblioteca especializada.

Capivari

Morro do Elefante

Endereço: rua Marco Antônio Cardoso, 240, Morro do Elefante

Entrada: franca

image01

Com 1.800 m de altitude, no alto do morro acha-se instalado um mirante que proporciona uma visão panorâmica de toda a região de Capivari. O acesso pode ser feito pelo centro de Capivari, pelo teleférico operado pela EFCJ. Também é possível chegar ao local por meio de outros tipos de veículos, como carros, motos e bicicletas, por meio de uma estrada.

Ducha de Prata

Endereço: av. Senador Roberto Simonsen, s/nº, Vila Inglesa

Entrada: franca

image01

Situada na av. Roberto Simonsen, em direção ao hotel Vila Inglesa, a Ducha de Prata é uma das mais antigas atrações turísticas do bairro de Capivari. São diversas quedas d’água que vencem vários patamares de pedra natural localizados ao longo do ribeirão onde se situam.

Ao seu redor, aproveitando o desnível das quedas, localiza-se um jardim completamente integrado, que pode ser percorrido entre os meandros dos regatos formados pelas pequenas cachoeiras canalizadas.

No local é possível praticar arborismo e comprar geleias, artigos de tricô e lembranças do lugar em pequenos quiosques.

Horto Florestal

Horto Florestal Campos do Jordão

Endereço: av. Pedro Paulo, s/nº, Horto Florestal. Telefone: (12) 3663-1977

Horário de funcionamento: diariamente (exceto às quartas-feiras), das 9h às 17h. Nos meses de janeiro, junho e julho abre também às quartas-feiras.

Entrada: R$ 13 (estudantes pagam meia-entrada e pessoas com até 12 anos de idade ou mais de 60 anos não pagam)

Estacionamento: gratuito

Site: http://www.fflorestal.sp.gov.br

image01

Distante 13 km da Vila Capivari, o Parque Estadual ou Horto Florestal é o mais antigo do Brasil. Ele abrange 8.341 hectares junto à divisa dos Estados de São Paulo e Minas Gerais e ocupa 1/3 da superfície total da Estância de Campos do Jordão.

Criado em 1941, conserva a biodiversidade e protege os últimos remanescentes da floresta de araucárias da Serra da Mantiqueira.

O Parque Estadual é um passeio instrutivo e belíssimo. Encontra-se ali a maior reserva de coníferas do Estado: Araucaria Brasilienses, Pinus Elliottis, Pinaster, Insulatares, Taeda, Patula, entre outras, cuidadosamente plantadas, constituindo um cenário impressionante.

É um excelente lugar para se passear e admirar a natureza. No local são desenvolvidos diversos programas relacionados a pesquisa, educação ambiental, recreação e conservação dos recursos naturais.

Os amantes de caminhada encontrarão um mapa na entrada do parque com informação sobre as diversas trilhas disponíveis que levam a lugares de grande beleza. O relevo do parque é montanhoso e sua altitude varia de 1.030 a 2.007 metros. Suas matas abrigam uma rica fauna silvestre onde habitam a onça-parda (suçuarana), o esquilo, o quati, o papagaio-de-peito-roxo e o momo-carvoeiro, estando estas duas últimas espécies ameaçadas de extinção.

No Parque Estadual há ainda um posto de salmonicultura, com a finalidade de criação de frutas para o peixamento constante dos rios e lagos da região. O posto vem dando resultado e os pescadores têm encontrando peixes em diversos lugares da estância.

Oferece, além das paisagens, contato com fauna e flora preservadas e serviços como restaurante, lanchonete e sorveteria, ateliê ambiental, capela, centro de exposições com mostra de exemplares da fauna e da flora da região, viveiro de plantas e mudas, centro de educação ambiental e áreas para ginástica e piqueniques, posto de saúde, loja de lembranças, pousada e trilhas.